Procissão de Triunfo


Degraus da História

Com a conclusão do Santuário e com o crescente fervor popular em relação ao culto da N. S. dos Remédios, esta procissão surge como prova de gratidão à N. S. dos Remédios, pela proteção e benefícios concedidos ao longo de todo o ano.

As romagens ao santuário são agora transformadas em procissão, embora ainda hoje se assista anualmente a uma peregrinação ao santuário, herança das que outrora se realizavam. Só nos anos quarenta é que definitivamente se deixaram de fazer estas romagens que foram iniciadas com o culto a Santo Estevão.

“A Procissão de Triunfo” tal como a conhecemos hoje, remonta já ao Séc. XIX. É provável que esta mesma procissão tenha raízes mais recuadas, mas não existe documentação que as valide. Recentemente, o trabalho do Padre João Teixeira, O Rosto de Lamego, baseado nas atas e restante documentação existente no santuário, emanadas das diversas irmandades, esclarece que a primeira procissão data de 1894, embora se tenham realizado outras que possam ter sido fonte inspiradora da que se faz.

Já no final do Séc. XIX temos informação fidedigna sobre o seu itinerário. Inicialmente a Procissão de Triunfo só terminava no fim-de-semana seguinte, quando os andores ou parte deles eram levados de Santa Cruz para o Santuário, o que também se fazia de forma processional, embora com menos brilho e esplendor.

O grande fator diferenciador da “Procissão de Triunfo” em relação a outras procissões realizadas quer em Lamego quer em outras terras de Portugal, é o facto de os seus andores serem transportados por juntas de bois. É também em parte pela componente humana: o andor dedicado a N. S. dos Remédios, onde a presença de inúmeras crianças assume particular importância, torna inviável o seu transporte pela força humana. Este facto foi sancionado pela Sagrada Consagração dos ritos da Santa Sé, após solicitação da Irmandade dos Remédios, o que é motivo de orgulho para todos os lamecenses.

A procissão integra todas as instituições religiosas, civis e militares, para além de um grande número de figurantes, tornando-a ainda mais rica do ponto de vista religioso e estético.

Acorrem neste dia a Lamego milhares de pessoas oriundas de todo o Portugal, para assim assistirem à mais afamada das procissões portuguesas, justo e merecido título que há longos anos as irmandades de N. S. dos Remédios têm sabido manter e conservar.

  • Centro Multiusos de Lamego, Loja 6
    5100-096 LAMEGO
    Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
    www.aromariadeportugal.pt | www.festasdosremedios.pt


Todos os Direitos Reservados © Comissão de Festas Nª Srª dos Remédios | 2018