Nª SRª dos Remédios


Nossa Senhora dos remédios

por Fausto Guedes Teixeira

em O meu Livro (1941)

''Em frente da cidade e no cimo dum monte,
Dominando o mais amplo e variado horizonte
Entre verdura e Céu, fica o templo da virgem
Dos Remédios, que desde a primitiva origem
A cidade escolheu para a sua Padroeira.
E dentro desse templo, o mais belo da Beira.
A nossa velha fé parece que remoça.
E é dali, não do Céu, que a Mãe de Deus e a nossa,
Contra o seu coração amparando o Menino,
Nos ampara também c’o Seu Amor Divino.
Não há nenhuma Cruz a que Ela não ajude;
Se nos adoece alguém, Ela dá-lhe saúde;
Enche de paz a casa e faz fecunda a terra;
Se, pela escuridão, nos caminhos da serra,
Alguém de nós se perde, é com todo o carinho
Que Ela nos aparece a indicar o caminho;
Se temos uma dor, Ela logo a adivinha;
Quando o pêso é demais para uma criancinha,
Ela manda-lhe sempre outro anjo ajuda-la,
E com imenso amor a acompanha e lhe fala!
Aos velhinhos com quanta angélica meiguice
Lhes ampara a cansada e trémula velhice!
E cheia de doçura e cheia de piedade,
Para toda a viuvez e para toda a orfandade
Não há nada que escape ao seu olhar atento,
Um soluço, um queixume, um suspiro, um lamento…
Aos próprios animais Ela protege e guia;
Nos nossos campos reina a abundância e a alegria,
É bendita por Deus a nossa Terra enfim,
É assim linda e feliz porque Ela o fez assim.

  • Centro Multiusos de Lamego, Loja 6
    5100-096 LAMEGO
    Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
    www.aromariadeportugal.pt | www.festasdosremedios.pt


Todos os Direitos Reservados © Comissão de Festas Nª Srª dos Remédios | 2018